Onde estamos: Início

AUTORA DE PONTE NOVA LANÇA LIVRO EM FAVOR DOS HOSPITAIS

E-mail Imprimir PDF

" O mínimo que eu faço não é comparado ao máximo que eu recebo, que é  o dom da vida" -Dodora Mucci -

Voluntária do Hospital de Nossa Senhora das Dores e ex- paciente da Oncologia , Dodora escreveu e mandou imprimir livros, para colaborar com os 2 hospitais de referência de Ponte Nova e macrorregião Neste dia 22 de janeiro, em evento beneficente no auditório do Hospital Arnaldo Gavazza a autora fez uma pequena palestra sobre o seu trabalho e, depois, o autografou  para os convidados. Agora, “Maycon”  foi relançado em segunda edição.

 

Quando foi incentivada a publicar em livro os fatos que culminaram com a chacina da Cadeia Pública de Ponte Nova, sua terra natal, Maria Auxiliadora Mucci Sant’Anna — a Dodora — sonhava que uma semente poderia ser plantada no coração dos homens que fazem a Lei.


Sonhou um sonho ainda não realizado, mas o livro que pretendia publicar não saiu naquela ocasião. Um dia, por artes do destino, Dodora conheceu um pequeno editor de livros no Rio de Janeiro, ex-parceiro de trabalho de um de seus primos, que se interessou por ajudá-la. E os livros começaram a sair do computador para as prateleiras.

Compartilhando com ela a mesma crença na Doutrina Espírita, o editor entendeu a importância de apoiar o trabalho de Dodora, que começou a com publicação — em papel e em livro eletrônico (e-book) — deste “Maycon”, um romance baseado em fatos reais onde a Autora demonstra como o Amor é capaz de “cobrir uma multidão de pecados” — como diz um ensinamento do Evangelho.
Dodora tem 70 anos, é moradora de Ponte Nova e professora aposentada. Muito jovem, participou ativamente de um trabalho de Assistência Social na Cadeia Pública de Ponte Nova, junto ao padre Flávio.

Maycon é apenas uma das muitas estórias que Dodora teve oportunidade de colher, quando esteve junto aos detentos, num trabalho que marcou sua vida, trazendo-lhe amadurecimento e uma forma diferente de conhecer e compreender a Família Universal. Ela sonha que a Educação seja modelo para a Humanidade e os professores possam dedicar todo o seu tempo a educar e moralizar os alunos sem ter que dividir a tarefa em outras áreas para se alimentar. Sonha com uma política séria, com ética e bom senso. E afirma que vai continuar sonhando, não apenas para termos um Brasil melhor, mas um Mundo mais feliz, pois neste Planeta a felicidade real é a paz interior, a alegria do dever cumprido, de ser e viver.

Para este evento especial, Dodora mandou imprimir 100 (cem) exemplares, que serão vendidos a R$50, com o produto da vendagem para o Hospital Arnaldo Gavazza e a Irmandade do Hospital de Nossa Senhora das Dores. Segundo Dodora, essa é uma forma de retribuir e apoiar o trabalho dos hospitais, nas quais foi acolhida para tratamento do câncer.


Dodora Mucci - Voluntária do HNSD